Esqueci minha senha!
Criar meu cadastro
Revista FIEL


Aumentar a Fonte   Diminuir a Fonte
04.05.2016
O propósito da criação
O homem foi criado por Deus. Ele não é produto do acaso nem é o resultado final de uma evolução de milhões de anos. Não procedemos de uma ameba, nem dos macacos, mas de Deus. Se a Bíblia for corretamente interpretada, e a ciência for corretamente entendida, elas não irão se contradizer, pois ambas tratam sobre assuntos que são relacionados a Deus. A verdade incontestável é que o homem foi criado para ser imagem e semelhança do Senhor: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; [...] E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou (Gênesis 1.26,27).

Somos a imagem criada a partir do Todo-poderoso. Ele criou o homem do pó da terra e soprou o fôlego de vida em suas narinas. Assim, a humanidade passou a ser alma vivente. Deus criou homem e mulher à Sua imagem e conforme Sua semelhança. Certamente essa semelhança não é física, pois Deus é Espírito. O homem é um ser moral e espiritual. Então, o Senhor lhe deu uma consciência, uma espécie de tribunal interior, com a qual pode julgar o que é certo ou errado. O homem é o único ser capaz de relacionar-se com o seu Criador de forma inteligente. Somos a obra-prima de Deus. Somos a coroa da criação. Nossa origem é divina. Nosso destino é a glória. Fomos criados para glorificar a Deus sempre!

O livro de Gênesis afirma que o homem é um ser criado à imagem e semelhança de Deus. O homem é, portanto, uma criatura. Há uma diferença abismal entre Deus (Criador) e o homem (criatura), que ela jamais poderá ser apagada. O homem é barro somado ao sopro divino.

Há várias implicações do fato de o homem ser uma criatura de Deus. Os seres humanos não têm existência independente, ou seja, ele é um ser dependente de Deus. Sem o Criador, não haveria homem. O homem não se gerou no princípio nem é autoexistente. Somente Deus é autoexistente. Ele nunca foi criado. Ele sempre existiu (Salmo 90.2).

A humanidade faz parte da criação. Em certos aspectos, podemos parecer muito diferentes dos seres criados por Deus. Apesar disso, em outras perspectivas, apresentamos semelhanças com as criaturas. O homem é parte da divina sequência criativa.

Há um vínculo comum entre todos os seres humanos. A doutrina da criação aponta que estamos todos relacionados uns com os outros. Portanto, o homem é uma criatura como revela o texto de Gênesis 1.26,27: um ser criado à imagem de Deus, conforme a Sua semelhança.

É interessante observar que as palavras imagem e semelhança reforçam-se mutuamente, não há distinção teológica entre elas. Aliás, para distinguir mais exatamente, a palavra hebraica equivalente à imagem significa reprodução, imitação, ser igual. A palavra equivalente à semelhança significa cópia. Portanto, dizer que o homem é imagem e semelhança de Deus significa dizer que ele é como o Senhor, reflexo dele. Isso é elucidado em Gênesis 5.3: E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e chamou o seu nome Sete. Perceba que Sete é imagem e semelhança de Adão, ou seja, assim como um filho se parece com seu pai, o homem se parece com Deus.

Toda a Escritura Sagrada mostrará quais as características que tornam o homem um ser à imagem e semelhança de Deus. A humanidade reflete Deus na sua racionalidade, criatividade, capacidade de comunicação, espiritualidade, capacidade de governar e de tomar decisões, e assim por diante.





Internautas online 25