Esqueci minha senha!
Criar meu cadastro
Revista FIEL


Aumentar a Fonte   Diminuir a Fonte
07.03.2017
Consolação de Deus
Artigo do Pr. Silas Malafaia, publicado na Revista Fiel de março

Todos nós, enfrentando ou não problemas, temos a necessidade de amor, paz, companhia, segurança, valorização e consolo. O que é consolar? É aliviar a dor, o sofrimento, a aflição. Uma pessoa consolada é alguém confortado, reanimado, renovado. Do ponto de vista espiritual, consolação é a plenitude da alma decorrente do amor de Deus.

Precisamos ser consolados também no aspecto espiritual, e não apenas no emocional, porque, tendo em vista que temos um espírito, uma alma e um corpo, intrinsecamente interligados, para nossa consolação ser completa, não pode dar-se apenas em um único aspecto.

É por isto que, mesmo quando está tudo bem, às vezes temos a sensação de vazio, de que algo essencial nos falta. Especialmente aqueles que ainda não conhecem Deus por intermédio de Cristo e não desfrutam da doce comunhão com o Espírito Santo costumam sentir-se assim. Tal sensação ocorre porque o Criador é a fonte de toda consolação e o único capaz de dar-nos um consolo completo, apaziguando nosso ser das angústias, culpas e fardos que nos inquietam e podem levar-nos ao desespero e ao desalento.

Convicto desse fato, Davi observou: De fato, acalmei e tranquilizei a minha alma. Sou como uma criança recém-amamentada por sua mãe; a minha alma é como essa criança. Ponha a sua esperança no Senhor, ó Israel, desde agora e para sempre (Salmos 131.2,3 NVI). A razão de a alma do salmista ser acalentada, obter esse consolo (semelhante ao que experimenta uma criança amamentada e aconchegada junto ao seio da mãe) é revelada no versículo 3: o fato de ele ter posto a sua esperança no Senhor!

Em 2 Coríntios 1.3,4, é dito: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus.

Nesse texto, é enfatizado, entre outras coisas, que o Criador é o Deus de toda consolação e que Ele nos consola em toda a nossa tribulação. Note que o advérbio toda é repetido duas vezes, para ressaltar que Aquele que nos criou e nos ama é poderoso para nos consolar de todas as formas, em toda tribulação, seja ela de que tipo for e tenha a duração que tiver.

Por que Deus faz isso? Para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus (2 Coríntios 1.4). Em outras palavras, ao proporcionar-nos uma experiência com a Sua graça, o Senhor visa não apenas consolar-nos e aliviar a nossa dor, a nossa aflição, Ele também tem em mente muitas outras pessoas que serão alcançadas com a consolação e o amor dele, manifestos por nosso intermédio.

Que esta palavra de consolação da parte de Deus, que compartilho com você aqui, leve-o a crer mais em Deus, a confiar no socorro que vem da parte dele, certo de que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmos 30.5b).




Internautas online 35