/noticia/407/carater-x-uncao--qual-o-mais-importante-

Notícias

Caráter x Unção: Qual o mais importante?

No artigo Vida Vitoriosa da Revista Fiel de maio, o Pr. Silas Malafaia ressaltou a diferença entre caráter e unção, destacando que ser usado por Deus não significa ser aprovado por Ele

16/05/2021 Caráter x Unção: Qual o mais importante?

Tem gente que profetiza, fala em línguas, tem visões, mas é linguarudo, invejoso e trapaceiro. A unção não salva ninguém. O caráter precisa prevalecer sobre a unção.

O caráter é um conjunto de atributos morais, intelectuais e espirituais que nos definem como pessoa e determinam nossas escolhas e atitudes. A unção é a capacitação de Deus para alguém exercer uma tarefa específica no Seu Reino. A unção não leva para o céu, mas as atitudes determinadas pelo caráter podem levar para o céu. Em 1 Samuel 16.13, lemos que Davi foi ungido e o Espírito do Senhor se apossou dele. Porém, mesmo assim Davi foi punido pelo seu pecado de homicídio e adultério.

Em Mateus 7.21-23, Jesus é claro sobre isso: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”.

Profetizar, expulsar demônios e operar maravilhas são coisas que o homem faz pela unção. A prática da iniquidade é a ação proveniente do caráter. Assim, o texto demonstra que a unção não livra do inferno, mas o caráter colocou essa pessoa no inferno. Ser usado por Deus não significa ser aprovado por Ele.

Os dons são presentes bons de Deus para o homem (Tiago 1.17), mas o fruto, que é resultado do que praticamos, é do homem para Deus. O seu caráter prevaleça sobre a unção! O cristão não é conhecido pelos dons, mas sim pelos frutos (Mateus 7.20). 

O lugar onde Deus mais operou milagre foi no deserto. Desde lá na história escrita em Êxodo, a ação sobrenatural de Deus não foi aprovação de conduta. Não! A ação de Deus é prova da sua misericórdia e bondade. Lá no deserto, com toda operação de maravilhas que Deus fez, só duas pessoas daquela geração escaparam da morte. Deus não negocia princípios.
 

Copyright © Associação Vitória em Cristo 1982 - 2021. Todos os direitos reservados

AGUARDE