/noticia/587/uma-conversa-com-maricelia-ferreira

Notícias

Uma conversa com Maricélia Ferreira

Idealizadora da Missão Restaurando Vidas conta como o projeto nasceu

15/02/2023 Uma conversa com Maricélia Ferreira

Maricélia Ferreira é fundadora e presidente da Associação Missão Restaurando Vidas, que promove diversas ações voltadas à proteção e melhoria da qualidade de vida das crianças e adolescentes da região de Sapé, na Paraíba. Conheça um pouco mais sobre ela nessa entrevista.

1. O que te levou a se envolver com causas sociais e quando foi?
Desde pequena me envolvia em campanhas da igreja, contudo, o que mais me incentivou foi que, em 2003, eu tive síndrome do pânico e depressão. Quem passa por isso, sabe que é uma experiência de quase morte. Abraçar causas sociais resgatou meu sentimento de vida, fez com que eu enxergasse em mim uma força que eu tinha e não havia percebido.
Em 2004, encontrei alguns amigos e começamos a fazer trabalhos evangelísticos e ações sociais nos presídios.

2. Como nasceu a Missão Restaurando Vidas?
A partir das ações nos cárceres, passamos a usar o nome Projeto Restauração. Começamos no presídio, passamos para os familiares dos presos e depois para a comunidade dessas famílias. Até então, éramos apenas um grupo de irmãos que ajudava as pessoas, mas havia a necessidade de legalizar a instituição para captar recursos.

3. Qual é o principal objetivo da AMRV?
Alcançar vidas por meio de ações sociais e da propagação da Palavra de Deus. Eu ficava constrangida de bater na porta de alguém para levar a mensagem da salvação, ver a necessidade da pessoa, mas entrar de mãos vazias. Por isso, levamos a Palavra e ajuda material. 

4. Qual caso marcou sua trajetória na AMRV?
O que mais me chocou foram as questões sociais, as violações de direito, a ausência do estado nas políticas públicas de proteção à criança e ao adolescente, e nas garantias de direito desses menores.

5. Quais as maiores dificuldades que você enfrenta na Missão?
Conseguir pessoas que tenham o mesmo objetivo que nós, que fiquem tocadas com as questões sociais e queiram o compromisso de ser canal de bênção na vida do próximo. Às vezes, o que o outro precisa vai exigir que a gente saia do lugar de conforto e trave uma luta por um interesse que não é nosso.

6. O que te faz ver que vale a pena o trabalho do projeto, que te faz continuar a missão?
Saber que, mesmo estando neste mundo de passagem, a minha vida não é em vão. Não estou deixando passar em branco. Coloco-me na condição de serva, em um compromisso pessoal de servir ao próximo.

7. Qual é o seu sonho para a AMRV?
Que um dia possamos ter uma sede, um lugar nosso para realizar os trabalhos de forma ainda mais efetiva, com colaboradores para caminhar de mãos dadas conosco.

8. Deixe um recado para os Parceiros Ministeriais.
A mensagem que eu deixo é de gratidão! Porque todo o nosso trabalho e sonho só foram possíveis por causa das doações de quem Deus toca no coração para ser instrumento em uma obra como essa.
Eu vejo o Parceiro Ministerial como parte desse sonho que nasceu no coração de Deus. Pode ter certeza que cada doação tem restaurado muitas famílias! Também agradeço ao pastor Silas Filho pela iniciativa de ajudar o Restaurando Vidas em um momento de caos. Ele foi resposta para nossas orações.

Clique aqui e torne-se um Parceiro Ministerial que apoia causas como essa.

Copyright © Associação Vitória em Cristo 1982 - 2024. Todos os direitos reservados

AGUARDE