Notícias

Vivencie suas emoções

Muitas pessoas, diante dos piores problemas, preferem esconder suas emoções. Elas não conseguem vivenciar as adversidades. Isto é um erro!

19/03/2018 Vivencie suas emoções

Muitas pessoas, diante dos piores problemas, preferem esconder suas emoções. Elas não conseguem vivenciar as adversidades. Isto é um erro! É muito importante compreendermos que somos humanos. Sentimos amor, alegria, contentamento, mas também raiva, tristeza, medo, dor, ansiedade, frustração; choramos, lamentamo-nos. É fundamental sabermos vivenciar tanto as emoções positivas como as negativas, para que possamos ser saudáveis.


Cuidado com essa imagem errada de vida cristã, que é só vitória! Não dê uma de supercristão, fingindo nunca sentir tristeza, ou frustração. Feridas profundas serão abertas na sua estrutura emocional por você não querer vivenciar os momentos ruins. O cristão tem direito de ficar triste, lamentar-se, chorar. Não é pecado! Pelo contrário, quando ficamos tristes, choramos e expressamos com palavras o que estamos sentindo, há uma descarga emocional e sentimo-nos aliviados. 


Você já parou para ler e analisar os Salmos? Se o fizer, verá que alguns são expressões de alegria, louvor e adoração a Deus; outros de medo, raiva, dor, frustração do salmista em relação aos seus inimigos. Na maioria, a alma do salmista está desnuda diante do Criador, suplicando a Ele perdão, alívio, e solução para suas crises existenciais e interpessoais.


Contudo, mesmo em nosso meio, há pessoas que querem esconder suas emoções, sua dor, seu sofrimento. Não querem assumir seu estado emocional e receber ajuda, porque acham que, demostrarão fragilidades, e não serão mais admiradas. Mas, normalmente, é o contrário. As pessoas precisam saber que somos humanos tanto para se identificarem conosco, e se disporem a ajudar-nos, como para saberem que um dia poderão recorrer a nós, pois iremos entendê-las.


Tais pessoas precisam lembrar que nem mesmo Jesus, o filho de Deus, foi imune à dor. Ele era divino, mas também humano. E experimentou todas as vicissitudes de nossa frágil natureza: raiva, tristeza, fome, frio, cansaço. Foi tentado, rejeitado, caluniado, oprimido, injustiçado. Isso causa dor profunda na alma. Por isso, o autor da Carta aos Hebreus observou: Porque, naquilo que ele mesmo [Jesus], sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados (Hebreus 2.18). 


Em João 11.35, está escrito: Jesus chorou. Seu amigo Lázaro havia morrido e estava sepultado há quatro dias. Ao ver Maria, irmã de Lázaro, lançar-se aos Seus pés e chorar, Jesus agitou-se no espírito e comoveu-se (João 11.33 NTLH). O Senhor se compadecia do sofrimento alheio e expressava a Sua emoção. 


Vivencie as suas emoções. Viva o dia bom, mas também o dia mau. Fale sobre seus sentimentos, dores, mágoas com uma pessoa de confiança; um cristão maduro, equilibrado, conhecedor da Palavra, discreto, que saiba guardar para si os assuntos do outro.


Ore, chore, extravase suas emoções negativas diante do Senhor, para que feridas não sejam abertas em sua alma e isto venha perturbá-lo e prejudicar sua trajetória rumo à vitória que Deus tem para você.
 

Artigo escrito pelo Pr. Silas Malafaia.

Copyright © Associação Vitória em Cristo 1982 - 2017. Todos os direitos reservados