/noticia/396/elizete-malafaia-responde---parte-2

Notícias

Elizete Malafaia responde - Parte 2

Nesta segunda parte, a pastora responde perguntas sobre amizade, ministério e "metade da laranja"

16/04/2021 Elizete Malafaia responde - Parte 2

Viver nos coloca diante de diversas situações em que muitas vezes não sabemos como agir. Dar razão ao coração ou à razão? Nesta edição, a psicóloga e pastora Elizete Malafaia responde mais algumas perguntas sobre o cotidiano. Leia mais nas edições de março e maio.

 

- Sinto-me traída por uma amiga e não consigo perdoar e me aproximar de novo.

Você não é obrigada a manter a mesma amizade de antes. A Bíblia diz em Amós 3.3: andarão dois juntos se não estiverem de acordo?
Agora, se você é cristã, e ama a Deus, você tem que exercitar o perdão, porque é um princípio bíblico e uma ordenança, ensinados na oração do Pai Nosso: Perdoa as nossas dívidas assim como nós temos perdoado a quem nos tem ofendido. A condição para você ser perdoado é perdoar também.
Assim como o perdão é bênção para sua vida, quando você libera perdão e é perdoado você se torna saudável espiritualmente, emocionalmente e fisicamente. Hoje, já se sabe que muitas doenças são oriundas da falta do perdão.
Você já conversou com a sua amiga e foi sincera revelando que se sentiu magoada com a atitude dela ou perguntou os motivos pelos quais ela agiu desta forma com você? Digo isso porque muitas vezes as pessoas nem se dão conta de que magoaram o próximo.
Antes de se afastar dessa amizade, converse, seja sincera e fale a verdade em amor. O nosso inimigo tenta interferir em nossos relacionamentos, pois sabe da importância da amizade sincera.
Na Bíblia, temos vários exemplos de homens e mulheres que tinham amigos e foram beneficiados pela amizade.

 

- Tenho medo de não me casar com alguém especial. Devo continuar acreditando na "metade da laranja"?

Você não é metade da laranja de ninguém. Você é uma pessoa única, singular, especial, valiosa, com virtudes e defeitos inerentes a todos os seres humanos.
Muito cuidado para não se deixar levar pelo medo de não se casar, pois, inconscientemente, você afastará as pessoas que desejarem conhecê-la para, no futuro, travarem um relacionamento sério. Sem perceber você vai se autossabotar.
Procure saber o fundamento desse medo tem a ver com a sua história familiar ou com decepções que você possa ter tido anteriormente.
Se você deseja se casar e ser abençoada por Deus com uma família saudável, é importante se preparar emocionalmente e espiritualmente. Seja uma mulher feliz e realizada, confiando que, no momento certo, você encontrará a pessoa certa.
Para isso, é importante conhecer pessoas, sair do seu lugar de acomodação, manter relacionamentos saudáveis com outras pessoas e nunca deixar de orar pedindo a Deus que a direcione e mostre a pessoa certa para você. Ele faz isso!
Isto não a impede de namorar. O namoro é uma fase de conhecimento e nem sempre o primeiro namorado será a pessoa com a qual você vai se casar. Por isso, mantenha um namoro cristão, preservando a sua integridade moral.
Não se deixe levar pela necessidade sexual, pois, infelizmente, muitas meninas acabam cedendo e depois são abandonadas. Se o rapaz, realmente, tiver interesse em se casar com você, ele irá respeitá-la.
Muitos casais passam por problemas no relacionamento conjugal porque pularam etapas como o namoro, que é essencial para o conhecimento de ambos e da família. Deus faz tudo certo. Há tempo para todas as coisas na vida do ser humano.
Se você quer ter um casamento com uma pessoa especial e temente a Deus, seja você primeiro esta pessoa.


- Tenho sentido o ministério como um peso. Como vencer isso?

Amada, o ministério não é um peso. É um chamado que Deus tem para cada pessoa e quando Deus chama Ele capacita, orienta e direciona como devemos agir.
O problema é que nós, muitas vezes, precipitamo-nos e tomamos à frente de Deus em nosso ministério, fazendo o que seria para Ele fazer por não sabermos esperar a hora e o momento certo.
Ao tomar à frente de Deus, algumas vezes, assumimos uma igreja antes do tempo sem preparo espiritual e emocional. Envolvemo-nos em um ativismo religioso em busca de crescimento para nossa igreja quando, muitas vezes, não estamos preparados para lidar com as demandas de pessoas e finanças. Em algumas situações nem temos pessoas preparadas para nos ajudar.
Será que o seu cansaço não é porque você está fazendo tudo sozinha? O crescimento na igreja envolve pessoas para ajudar. Jesus em seu ministério não trabalhou sozinho. Ele preparou pessoas para estarem ao seu lado e até quando carregou a Sua cruz Ele precisou da ajuda de alguém.
Cuidado com a comparação. O que Deus tem para o seu ministério não é igual ao que Ele tem para o ministério de outra pessoa.
Quando aplicamos métodos que não são para o lugar onde estamos inseridos, investimos nossas forças físicas, espirituais, emocionais e até materiais e não vemos resultado, porque não é o que Deus quer para o nosso ministério. Para cada ministério Deus tem um chamado especial e um método específico.
Se você está se sentindo estressada e cansada, eu a aconselho a buscar ajuda de um pastor experiente. Em alguns casos, dependendo da crise em que você se encontra, procure um terapeuta ou de um psiquiatra, se necessário, pois você pode precisar de terapia medicamentosa. Não há nenhum problema nisso, pois enquanto pastores e seres humanos, não estamos imunes a nenhuma doença, seja física ou emocional.
É importante também tirar férias com a família, preparar pessoas, delegar tarefas e aprender que ninguém faz nada sozinho nem é autossuficiente. Nós dependemos uns dos outros.

 


CLIQUE AQUI PARA LER A PARTE 1

Copyright © Associação Vitória em Cristo 1982 - 2021. Todos os direitos reservados

AGUARDE